Orlândia, 20 de Outubro de 2017
    Programação
    Visitantes Online
    30 usuários online
    Gazeta no Smartphone
    Enquete
    Enquete ajax
    Gazeta no Facebook
    Notícias
    Mais da metade dos professores da rede estadual de SP sofreram agressões na escola, diz estudo.
    27/09/2017 - 09:44

    Um estudo sobre casos de violência nas escolas mostra que mais da metade dos professores da rede estadual de ensino de São Paulo sofreu algum tipo de agressão. A pesquisa feita a pedido do Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (Apeoesp) indica também que 39% dos estudantes da rede sofreram algum tipo de violência.
    Um total de 2.553 pais, alunos e professores foram ouvidos para a realização do levantamento no começo do mês de setembro. Entre os professores, 51% dizem já ter sofrido algum tipo de violência dentro das escolas. Há 4 anos, esse número era menor - 44% em 2013. Entre os estudantes, 39% dos estudantes também contam que foram vítimas.
    A Secretaria de Educação contesta os números de aumento da violência apresentados pelo sindicato e diz que aconteceu exatamente o oposto.
    "O que nós temos é a identificação de uma queda consistente nos últimos três anos no número de ocorrências de violência nas escolas, de acordo com o cadastramento feito pela própria Secretaria", afirma Wilson Levy, chefe de gabinete da pasta.
    Ele disse ainda que o governo está ampliando um programa de incentivo ao diálogo como meio de resolver os problemas entre alunos e professores. "Estamos capacitando o corpo docente para a promoção de ações de mediação dentro das unidades de ensino, de modo que todas as escolas do estado de São Paulo tenham um profissional capacitado para essa finalidade. Nas escolas que aprensentam índices elevado de violência, teremos um reforço de um novo profissional", promete.