Orlândia, 20 de Outubro de 2017
    Programação
    Visitantes Online
    30 usuários online
    Gazeta no Smartphone
    Enquete
    Enquete ajax
    Gazeta no Facebook
    Notícias
    3 municípios da região estão entre as 10 cidades lideres em de queimadas no estado.
    04/10/2017 - 09:48

    Morro Agudo, Ituverava, Guará e São Joaquim da Barra estão entre as 10 cidades paulistas que mais registraram focos de incêndio desde o início do ano, segundo o Inpe. Casos estão ligados a estiagem e ações criminosas.
    Juntas, localidades como Morro Agudo (SP), Ituverava (SP), além de Igarapava (SP), Guará (SP) e Ribeirão Preto tiveram um total de 5.970 ocorrências registradas desde janeiro até 2 de outubro, número 341% maior em relação ao que foi registrado no mesmo período em 2016, com 1.352 casos.
    A elevação das ocorrências é associada a ações criminosas, à estiagem acentuada nos últimos meses, mas também à utilização do fogo como uma prática que permanece no manejo de culturas agrícolas na região.
    "Essa prática existe. A seca faz com que ele [o fogo] se descontrole. É uma época que venta bastante. É uma mistura explosiva", afirma o professor de gestão ambiental na USP de Ribeirão Preto, Marcelo Pereira de Souza.
    Além de danos ambientais, as ocorrências agravam as condições respiratórias dos moradores, resultam em prejuízos em áreas rurais, além de causar riscos a motoristas, quando o fogo se aproxima de rodovias.
    O Ministério Público instaurou inquéritos para apurar a responsabilização sobre parte desses casos. "É raro o incêndio espontâneo. Isso está acontecendo por omissão e ação do homem", diz a promotora do Grupo de Atuação Especial do Meio Ambiente (Gaema) em Ribeirão, Cláudia Habib.