Orlândia, 18 de Dezembro de 2017
    Programação
    Visitantes Online
    32 usuários online
    Gazeta no Smartphone
    Enquete
    Enquete ajax
    Gazeta no Facebook
    Notícias
    Café em excesso pode causar ansiedade e dor de cabeça.
    04/12/2017 - 09:28

    Ao longo do dia, o sono e o cansaço chegam. Para dar aquela “acordada” tomamos um cafezinho gostoso. Depois outro. E mais outro. E assim, aumentamos sem sentir a quantidade de café que tomamos todos os dias.

    Quais seriam os efeitos do excesso de cafeína no organismo?

    A cafeína é um estimulante do sistema nervoso central. O cérebro fica mais “ligado” e o organismo ajusta o metabolismo para acompanhar. Como consequência, o coração e a respiração aceleram os próprios ritmos, a pressão arterial aumenta e o sono vai embora. Até aí, tudo bem.

    No entanto, tudo isso começa a ser um problema quando exageramos na “dose”. O excesso de cafeína pode ter efeitos colaterais muito desconfortáveis tais como: nervosismo, tremores, dor de cabeça, insônia, agitação mental, taquicardia, suor frio e uma sensação de angústia quando tudo isso acontece.

    Portanto, o excesso de cafeína pode, sim, deixar-nos mais ansiosos e com sintomas desconfortáveis que, muitas vezes, são mais atribuídos à correria do final do ano do que à cafeína que, na verdade, é a protagonista da situação.

    Qual seria, então, a “dose” diária máxima de cafeína?

    Estudos apontam que não se deve ultrapassar 400mg de cafeína por dia. Isso equivale, aproximadamente, a 4 xícaras de 200 ml de café; ou a 10 latas de refrigerantes que contenham cafeína; ou 4 latas de bebidas “energéticas”.

    Parece muito, não é mesmo? Vale também lembrar que chocolates, alguns tipos de chás (mate, verde e preto) e alguns medicamentos também contém cafeína.